RETROSPECTIVA 2010 – Os Fatos e Tendências da WEB BR

header_fatosweb2010

  • 14 milhões de brasileiros passaram a ter acesso à internet esse ano (comparando dados 2009 do Ibope e 2010 do F/Radar)
  • A maioria dos novos “internautas” pertencem as classes C, D e E
  • Dicaram, em média, 45 horas por mês conectados (Ibope)
  • 93% dos brasileiros se consideram mais informados, 47% mais consumistas, 89% mais práticos, 88% mais comunicativos, 88% mais instruídos e 60% mais independentes, desde que começaram a usar a Internet (F/Radar)
  • O brasileiro assiste a quase 3 bilhões de vídeos online POR MÊS! (ComScore)
  • 67% da galera online gasta a maior parte do tempo nas redes sociais (Ibope)
.
.

  • INTERNET MATANDO (E RESSUCITANDO) PESSOAS
    E por falar em defunto, muita gente esse ano teve seus dias de Jesus Cristo… morrendo pra ressucitar logo depois. É O MILAGRE DIGITAL! A onda de “assassinar” pessoas não é nova, mas com o Twitter e sua famigerada lista de Trending Topics, as notícias se espalham rápido e morbidamente, fazendo com que o falecimento de celebridades enganasse muito urubu desavisado e preocupando os donos do site. Algumas pessoas que morreram e ressucitaram esse ano pelas mãos do Twitter: Lima Duarte, Luan Santana, Gugu Liberato, Pe Lanza, Xuxa, Raul Gil, Silvio Santos…. Sem contar a gafe do ano da Folha.com que matou o coitado do Senador Romeu Tuma antes da hora, né?
silviosantos_morreu


  • ELEIÇÕES ONLINE
    2010 foi o primeiro ano em que os candidatos puderam fazer uso indiscriminado da internet pra divulgar seus projetos de governo, fazer campanha e aliciar mobilizar eleitores. Apesar dos grandes gênios digitais contratados pra orientar essas campanhas, no corre-corre pelo pódio, foram mais erros do que acertos, deixando na cabeça do brasileiro um grande trauma em relação à primeira eleição! Uma coisa legal? A internet foi o segundo principal meio usados pelos eleitores pra se informar sobre o assunto (de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral) e eles mesmos se incumbiram de criar vários sites extraoficiais de fiscalização dessas eleições (veja uma lista aqui).
eleicoes


vlog


  • O BOOM DO FACEBOOK
    De Agosto de 2009 a Agosto de 2010, o Facebook cresceu 479% no Brasil (veja gráfico). O Brasil já é o 17o país em número de usuários e passou de 4 milhões de cadastrados em meados do ano a 8.555.580 milhões agora em dezembro (veja gráfico atualizado aqui). Resultado? O site já é o 10o mais acessado do Brasil, você encontra sua mãe no Facebook (socorro!), o botão de “curtir” ficou famoso fora da rede, o conceito de privacidade online tá sendo mais discutido do que nunca e todos nos tornamos centrais mais eficientes de criação e distribuição de conteúdo na rede.
facebook


twitbrasil_org


  • TRENDING TOPIC BRASIL
    Foi em janeiro desse ano que o Twitter inaugurou a lista de Trending Topics regionais (antes só mundial), dando aos brasileiros o privilégio de saber quais são os 10 assuntos mais comentados no Twitter no Brasil inteiro ou em cidades específicas (São Paulo e Rio). Como a gente é fã de rankings, criou-se rapidamente uma corrida louca pra criar e ajudar a colocar termos no TTbr, o que ajudou a aumentar o número de robôs tuiteiros, perfis falsos, batalhas por autoria, batalhas de ego e a sensação de que a banda  Restart é dona do TTbr.  O resultado? Dentre as 10 hashtags mais duradouras da história do Twitter, 2 são brasileiras, veja aqui.
ttbr


calabocagalvao


  • ASSISTIR TV NO TWITTER
    Esse ano foi marcado por Copa do Mundo, eleições presidenciais com debates bizarros, novelas cheias de mistérios, finais de seriados épicos (saudade de LOST), lançamentos de novos seriados, reality shows e outros programas bons de assistir e comentar em grupo… E não tem ambiente melhor do que o Twitter pra assistir tv coletiva e comentar cada cena com os amigos e seguidores. Ironicamente, o “meio” que ia acabar com a televisão tá dando um super help na audiência de vários canais e programas. Exemplo? A novela “Vale Tudo“, transmitida no Canal Viva, que, hit da geração conectada, em menos de 1 mês se tornou o 5o programa mais visto e elevou em 200% a audiência do canal no horário (veja notícia da FSP aqui, só pra assinantes) e a estréia do CQC 3.0.
tv


  • ASSISTIR A INTERNET NA TV
    E os canais da TV se jogaram mais ainda na tendência (que já tinha começado no ano passado/retrasado e este ano se consolidou absurdamente) de contratar talentos, personagens e se apropriar de conteúdos que já são sucesso na internet (um dos ambientes mais criativos e inovadores no que se refere a produção de conteúdo jovem). Além de Tessália (ícone do Twitter na época) + Serginho (Sr_Orgastic, famosinho no fotolog) + Lia Khey (famosa no youtube) participando do BBB, tivemos também o vlogueiro Felipe Neto estreiando programa no Multishow, o PC Siqueira, também vlogueiro, exibindo seus vídeos na MTV e negociando programa… Aliás, a MTV foi a grande contratante de talentos web, só esse ano estreiaram na TV: os blogueiros Marina Santa Helena (SantaHelena) e Borbs (Judão) no FIZ, o Didi Ferreira (TDUD) no Didiabólico, a traveca Katylene (do blog homônimo) e o twitteiro @MussumAlive. Veja uma matéria sobre o assunto aqui.
natv


  • “VIRTUAL” = “REAL”
    Até convém colocar entre aspas as palavras “virtual” e “real”, já que a vida “virtual” é tão real e palpável quanto essa vida que chamamos de “real”. Muito confuso? Não é! Basta entender que hoje em dia (e cada vez mais) o online e offline acontecem no mesmo lugar, “tudo junto e misturado“. Por exemplo, o youPIX: o evento tem o objetivo de materializar a internet, não só de maneira literal (ao trazer pessoas e assuntos bombadinhos), mas, principalmente, importando o tipo de interação e comportamento a que estamos acostumados quando estamos conectados (24/7). Outros bons exemplos:  Campus Party, ver TV no Twitter e as redes sociais bombando a TV, sites de compra coletiva, @vozdacomunidade (Twitter dos jovens do Complexo do Alemão que cobriu a invasão do BOPE em tempo real, mais até do que a própria tomada do morro), galera na Twitcam, etc.
virtualreal


  • WIKILEAKS
    E só se fala nisso: WIKILEAKS, o site que publica documentos ultrasecretos de governantes e seus governos e causou uma crise diplomática gigantesca no mundo inteiro… Crise esta que atingiu o Brasil na semana passada. Os debates sobre a utilidade e valor de um site como o Wikileaks, sobre privacidade (ou a crescente falta dela), sobre liberdade de imprensa, sobre o poder da internet, sobre a necessidade de defender iniciativas como esta, sobre os hackers ativistas “Anonymous”, sobre a inconsequência e criancice de expor nações e até sobre o uso consciente da camisinha estão rolando enquanto você lê este texto. No Brasil, o Presidente Lula se pronunciou a favor do Wikileaks em vídeo (veja abaixo) e, claro, como somos fanfarrões, já surgiram spin offs como a hashtag #filmeWikileaks.


  • GOOGLE STREET VIEW NO BRASIL
    O Google Street View, serviço de mapas do Google em que você consegue “andar” pelas ruas da cidade (e cujas imagens são fotos reais dos lugares), chegou ao Brasil em setembro desse ano e, fanfarrões que somos, fomos registrados das maneiras mais hilárias e bizarras possíveis. O povo brasileiro caprichou tanto na pose pras fotos (inclusive alguns cadáveres), que sites especializados nos flagras da galera surgiram na mesma hora. Os melhores são o PORRA, Street View, o Street Viu e Tô no Google Mãe.
streetview


  • LEI AZEREDO x MARCO CIVIL DA INTERNET
    Esses são os dois principais projetos que querem regulamentar a internet no Brasil. De um lado, a Lei Azeredo (também conhecida como AI-5 Digital), cujo objetivo é definir os tipos de crimes cibernéticos (sendo que o ponto mais polêmico é considerar crime o ato de acessar conteúdo protegido por direitos autorais – vídeos, músicas e seriados), do outro, o Marco Civil, documento redigido este ano junto com os internautas e que garante os direitos e responsabilidades na internet. Este ano, enquanto estavamos preocupados com a eleição presidencial (e apesar dos protestos), a Lei Azeredo recebeu a segunda aprovação e avança: ela já passou pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado e  acaba de ser aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Só falta aprovação no plenário e então… da ‘PRESIDENTA‘!
marcocivil


  • TUMBLR, TUMBLR, TUMBLR!
    Misto de Twitter (você pode seguir os blogs de outras pessoas) e blog super ultra simplificado (até sua bisavó acha o sistema de postagem super fácil), o Tumblr foi criado em 2007, mas foi nesse ano que estourou no mundo inteiro. Só pra você ter uma ideia, de acordo com a ComScore, hoje ele tem 9,7 milhões de blogs criados (dados de outubro/2010) e apresentou um crescimento de 1540% em relação ao mesmo período de 2009. Todo esse hype fez com que o site ficasse fora do ar por mais de 24hs na semana passada e permanecesse instável “até o fechamento desta matéria“. No Brasil, o crescimento segue a mesma tendência (dá uma olhada no gráfico abaixo), e o primeiro boomzinho rolou no meio do ano com a invasão de páginas com temática PORRA_____ (preencha com o que você quer zuar) – veja aqui uma lista dos melhores. Hoje, o que os brasileiros mais buscam no Tumblr são fotos e frases inspiradoras, de acordo com estes dados do Google Insights.
tumblr




  • EMPREENDEDORISMO DIGITAL
    Se o brasileiro está batendo recorde de presença nos principais sites de mídias sociais do mundo, por que não investir em produtinhos feitos aqui mesmo? Tava demorando pra gente ter redes sociais BEM BOAS e totalmente “MADE IN BRAZIL”. Fazendo uma lista rápida (assim de cabeça, sem dar Google), só que abriram esse ano eu lembrei de: Guidu (de compartilhamento de dicas de bares e restaurantes), Busk (de compartilhamento de notícias e conhecimento), Frugar (de opiniões sobre produtinhos comprados e objetos de desejo), Moovee.Me (pra dividir com a galera opiniões sobre filmes), Kooler (pra compartilhar receitas de drinks e se embebedar colaborativamente)… Estamos no caminho certo! Mais um pouco e desbancamos o Orkut… NOT! :)
frugar


  • SITES DE COMPRA COLETIVA
    E outra prova de que o empreendedorismo digital brasileiro esteve superaquecido em 2010 foi o boom (que alguns chamam de bolha) dos sites de compra coletivaEm apenas 11 meses, foram abertos 246 sites do tipo… é promoção pra caramba! Tem gente aí que não compra mais nada sem ser em conjunto com outros promo-freaks. Se você quiser um lugar que reúne todas as ofertas de todos os sites de compras coletivas, é só acessar o Save.Me. E, claro, com uma taxa de crescimento de usuários chegando em 250% ao mês, muita coisa tá dando errado. De acordo com o Ibope, os números de reclamação em relação às ofertas dos sites já passou dos 6 mil consumidores… é, não tem milagre, minha gente!
comprascoletivas

 





  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comentários:

joselito bortolotto disse...

Se a coisa vai por este caminho, a internet em breve será uma das maiores forças de formação de opinião ...

Postar um comentário